Fechar

Faça uma doação para manter o Global Voices no ar!

Cobrimos 167 países. Traduzimos em 35 idiomas. Somos o Global Voices.

Somos mais de 800 colaboradores trabalhando juntos em todo o mundo para oferecer aos nossos leitores notícias que são difíceis de encontrar em veículos tradicionais. Não podemos, porém, fazer tudo isso sozinhos. Embora a maioria de nós seja voluntária, ainda precisamos de sua ajuda para apoiar os nossos editores, tecnologias, projetos de extensão e defesa de direitos online, além dos eventos de nossa comunidade.

Doe agora »
GlobalVoices em Leia mais »

Brasil: Bicicleta Leva Livros a Moradores de Rua

Se boas idéias ultrapassam fronteiras, esta continua indo e indo de bicicleta. Quer dizer, de Bicicloteca, uma bicicleta que transporta uma pequena biblioteca pela cidade de São Paulo, Brasil.

A Bicicloteca na Praça da Sé, São Paulo. Foto de GreenMobility no Flickr (CC BY-NC 2.0)

O projeto é uma maneira ágil e criativa de incentivar o hábito da leitura, principalmente entre pessoas que moram nas ruas, por ser comum que as bibliotecas exijam registros de identificação civil e comprovantes de residência para permitir o empréstimo de livros, documentos que moradores de rua não possuem. A iniciativa da bicicloteca surgiu especialmente dessa privação e conquistou apoio de paulistanos, meios de comunicação e empresas. Em agosto de 2012, ela completa um ano de difusão do livro e da leitura.

Quem pedala a bicicloteca é Robson Mendonça, 61 anos, um bibliotecário que já foi morador das ruas de São Paulo. A leitura d’A Revolução dos Bichos, livro escrito por George Orwell, provocou nele uma mudança de perspectivas, comprovando que a leitura transforma a vida das pessoas. Robson Mendonça mantém o caminho aberto para que outros possam segui-lo, saindo das ruas assim como os vendedores da revista Ocas”, da qual já falamos em outro post, ou através do Movimento Estadual da População em Situação de rua, que Mendonça lidera e que advoga por uma população de milhares de pessoas sem residência.

O vídeo abaixo mostra a atividade da Bicicloteca em São Paulo:

Essa iniciativa é parte das atividades do Instituto Mobilidade Verde, uma ONG sem fins lucrativos que atua na reflexão de meios de transporte alternativos sustentáveis para as cidades. Por e-mail, o presidente da organização, Lincoln Paiva, conta como tudo começou:

A Bicicloteca é um movimento independente que nasceu em diversos lugares do mundo com o objetivo de chegar onde as bibliotecas tradicionais não chegam e da forma mais simples e barata possível. A bicicloteca dos Moradores de rua nasceu depois de um encontro que eu tive com o Robson Mendonça, ex-morador de rua que saiu das ruas depois de ter lido “Revolução dos Bichos”. O instituto doou a primeira bicicloteca e depois vieram outras doadas pela iniciativa privada.

Em um ano, a Bicicloteca realizou mais de 107.000 empréstimos sem nenhuma burocracia e contando com um acervo de mais de 30.000 livros. Atualmente, o Instituto Mobilidade Verde trabalha no monitoramento desse projeto e na sua expansão para outras ONGs interessadas em adotá-lo. A bicicloteca também empresta livros em braille para deficientes visuais, promove saraus em praças públicas, ocupa as ruas com passeios por locais históricos.

Logomarca do projeto, publicada no Flickr do GreenMobility sob licença Creative Commons BY-NC 2.0

Logomarca do projeto, no Flickr de GreenMobility (CC BY-NC 2.0)

Todo esse trabalho tem gerado repercussões positivas, e um dos exemplos do seu reconhecimento foi o fato do Prêmio Cidadão Sustentável indicar o IMV e a iniciativa bicicloteca nas categorias Meio Ambiente e Cultura.

Até mesmo uma adversidade, que poderia ter encerrado o trabalho, revelou o respeito e o afeto de toda a cidade de São Paulo. Em setembro de 2011, a bicicloteca foi roubada, mas a grande repercussão na imprensa local contribuiu para que o equipamento fosse recuperado. Essa adversidade foi transformada em mobilização no Movere, uma plataforma online de financiamento coletivo. O vídeo abaixo foi usado para solicitar o apoio de 12 mil reais para a construção de duas biciclotecas:

Continuando a inovar, a bicicloteca também leva internet gratuita por onde passa, utilizando energia solar no empreendimento. E já não atende apenas moradores de rua. Sem nenhum impedimento a bicicloteca democratiza o acesso à informação, entretenimento, cultura, à população em geral, trabalhadores e estudantes.

No Brasil, por onde passa, a bicicloteca leva a mensagem de que um livro pode mudar uma vida. Com esse mesmo pensamento, a organização Bibliothèque Sans Frontières (Bibliotecas Sem Fronteiras, fr), por exemplo, está possibilitando a leitura em situações de risco e necessidade no Haiti, inaugurando bibliotecas móveis para atender a população local. O mundo tem espaço de sobra para toda a inventividade de bibliotecas.

Regiões do mundo

Países

Línguas