Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Brasil: Mídia, Cidadania e Políticas Públicas em Debate

Explorar temáticas de “Mídia, Cidadania e Políticas Públicas” é o convite lançado pela VIII Conferência Brasileira de Mídia Cidadã a profissionais dos meios de comunicação, investigadores da área, académicos, integrantes de movimentos sociais, representantes da sociedade civil, professores e estudantes que nos dias 24 e 25 de setembro de 2012 estão reunidos na Universidade de Brasília para

debater temas relacionados ao direito à comunicação, a produção de conteúdo pela população, ao protagonismo da sociedade no processo comunicacional e a todos os elementos que compõem a mídia cidadã. Além do debate, o encontro busca promover o diálogo e o intercâmbio entre as pesquisas acadêmicas e as experiências inovadoras da sociedade civil de produção de mídia que enfatizem uma prática cidadã.

VIII Conferência Brasileira de Mídia Cidadã - Mídia, Cidadania e Políticas Públicas

VIII Conferência Brasileira de Mídia Cidadã – Mídia, Cidadania e Políticas Públicas. No Twitter @midiacidada2012

Procurando entender “como a mídia ajuda a construir e a desconstruir a mobilização social”, serão abordadas questões que relacionam comunicação, saúde, educação e direitos humanos, com o âmbito mais geral desta edição da conferência – Mídia, Cidadania e Políticas Públicas – e com especial enfoque em pesquisas e práticas de mídia e cidadania na América Latina.

O vasto programa de debates, mesas redondas e oficinas, especialmente rico em grupos de trabalho, conta também com a participação dos colaboradores do Global Voices, Elisa Thiago e João Miguel Lima.

No primeiro dia, 24 de setembro, João Miguel falará sobre a “construção de uma cobertura de mídia cidadã online” através do estudo de caso da página especial lançada em 2011 pelo Global Voices em Português, o Dossiê Belo Monte. A apresentação está enquadrada num grupo de trabalho dedicado ao tema “Prática jornalística e o (des)respeito ao cidadão”, onde se falará mais sobre Belo Monte e a sua “invisibilidade social no discurso midiático”, de Josiele Sousa, bem como de “telejornalismo locale a TV Guairacá, no Paraná, de Ariane Pereira e Luciana Grande, e de projetos comunitários de rádio e de radiojornalismo.

No dia 25, Elisa Thiago vai falar de Ativismo Digital e Mídia Cidadã” sob a perspetiva transnacional do Global Voices, numa sessão dedicada às Reflexões sobre comunicação e cidadania em âmbito latino-americano“. Outros palestrantes incluem Tabita Strassburger, sobre o contexto latino-americano e a experiência midiática do portal TeleSUR“, Rodrigo Braz e “a concepção de serviço público de comunicação na Venezuela, que traz também uma proposta com Marianna Holanda para um Serviço de Radiodifusão no Brasil e Prestação de contas”. Rayza Sarmento falará sobreconflitos discursivo na mídia enquanto oportunidade política para os movimentos sociais“.

Todas as sessões podem ser acompanhadas no Facebook e no Twitter (@midiacidada2012) através da hashtag #MidiaCidada2012.

Vídeo e experiências em paralelo

Em paralelo estará a decorrer a Mostra de Vídeo Cidadão com diferentes formatos e abordagens narrativas sobre experiências de mídia cidadã, produzidos no âmbito da Rede Brasileira de Mídia Cidadã.

“Enxergando o invisível”, de Patricia Banuth, é um projeto documentário sobre deficientes visuais e sobre a audiodescrição como recurso de acessibilidade e de inclusão digital. Marconi Araújo escreveu sobre o filme no seu blog:

Filmes para cegos ou deficientes visuais? Tal expressão pode causar, no mínimo, estranheza a quem nunca ouviu falar da audiodescrição em cinema, recurso que permite a tradução verbal de cenários e aspectos visuais dos filmes, o que propicia levar a experiência da sétima arte a todo um segmento da população portadora daquela deficiência.

Será projetado também “Entre Vãos“, de Luiza Caetano, sobre a comunidade remanescente quilombola Kalunga Vão das Almas, “Por longos dias“, de Mauro Giuntini, com texto do Nobel da literatura lusófono José Saramago sobre o Movimento Sem Terra no Brasil, e “Dom Helder, o Santo rebelde“, de Erika Bauer.

O projeto Rádio Dissonante vai organizar uma oficina sobre a criação e manutenção de rádios coletivas online.

O projeto Rádio Dissonante vai organizar uma oficina sobre a criação e manutenção de rádios coletivas online. Dissonante.org

A Feira de Experiências Inovadoras em Mídia Cidadã, ilustra também práticas atuais e distintas de mídia e cidadania no Brasil.

Estarão presentes o Informativo Fábrica de Imagens (@FabricaImagens) de Fortaleza, dedicado a questões de gênero, diversidade sexual e juventude, e o projeto de comunicação independente Revista Vírus Planetário (@VirusPlanetario), integrado por recém-formados, estudantes e professores universitários para debater política, cultura e mídia, criado no Rio de Janeiro.

A TV Vila Embratel (@TVVilaEmbratel) também marcará presença com o seu projeto de inclusão social que liga a Universidade Federal do Maranhão com jovens da comunidade para a produção de conteúdo de um canal de TV online que “mostra aspectos positivos do bairro, normalmente retratado na mídia tradicional de forma negativa”.