Fechar

Faça uma doação para manter o Global Voices no ar!

Cobrimos 167 países. Traduzimos em 35 idiomas. Somos o Global Voices.

Somos mais de 800 colaboradores trabalhando juntos em todo o mundo para oferecer aos nossos leitores notícias que são difíceis de encontrar em veículos tradicionais. Não podemos, porém, fazer tudo isso sozinhos. Embora a maioria de nós seja voluntária, ainda precisamos de sua ajuda para apoiar os nossos editores, tecnologias, projetos de extensão e defesa de direitos online, além dos eventos de nossa comunidade.

Doe agora »
GlobalVoices em Leia mais »

Chile: Moradores de rua em Santiago

Assim como em tantas cidades ao redor do mundo, em Santiago, Chile, os gelados meses de inverno são tempos perigosos para os moradores de rua.

Alejandro Rustom, colaborador no site de fotojornalismo cidadão Demotix, expôs a realidade de desabrigados na capital chilena e destaca o modo como um grupo de pessoas tenta ajudá-los.

Alejandro escreveu [en]:

In the Franklin District in Santiago de Chile, there are groups of people living on the streets that don't have the chance to live under a decent roof. They make their way on the edges of society.
A group of Teachers, Students and Parents of Teresian College, has organized groups to visit these people, to deliver food and clothing. Nestor Chavez Guerra Professor and leader of the school's pastoral thinks the most important thing is to listen to their needs in order to provide more help at every visit.

No Distrito de Franklin em Santiago do Chile, há pessoas vivendo nas ruas que não têm a sorte de viver sob um texto decente. Seus caminhos se fazem nos limites da sociedade.
Um grupo de professores, estudantes e familiares do Teresian College organizou grupos para visitá-los, levando roupas e alimentos. Nestor Chavez Guerra, professor e líder da escola pastoral, pensa que o que mais importa é ouvir os problemas e necessidades deles, para ajudá-los mais a cada visita realizada.

“Uma moradora de rua sentada num banco de parque.” Foto de Alejandro Rustom, direitos reservados à Demotix.

“Um morador de rua sorri.” Foto de Alejandro Rustom, direitos reservados à Demotix.

Rustom mostra como alguns moradores de rua de Santiago tentam ganhar a vida:

“Maria, uma desabrigada que ganha a vida vendendo café, chá e bolos.” Foto de Alejandro Rustom, direitos reservados à Demotix.

“Um morador de rua que ganha a vida coletando papel.” Foto de Alejandro Rustom, direitos reservado à Demotix.

Ele também fotografou suas acomodações improvisadas no esforço de ficarem a salvo do frio:

“Um morador de rua dorme no chão com seus cachorros.” Foto de Alejandro Rustom, direitos reservados à Demotix.

“Um abrigo improvisado feito de materiais descartados e móveis encontrados.” Foto de Alejandro Rustom, direitos reservados à Demotix.

Por fim, Rustom captura como um grupo de cidadãos estão tentando fazer a diferença na vida dos moradores de rua de Santiago:

“Uma moça oferece alimento a um desabrigado.” Foto de Alejandro Rustom, direitos reservados à Demotix.

Você pode ver mais fotos na segunda parte do ensaio que Rustom fez sobre moradores de rua em Santiago: Moradores de rua chilenos fazem seu caminho nas ruas – Santiago, e Em fotografias: Moradores de rua chilenos durante à noite

Todas as imagens têm direitos reservados à Demotix. Leia mais [en] sobre a parceria entre a Global Voices e o Demotix.

Regiões do mundo

Países

Línguas