Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Tuitando direto de Madagáscar: Antananarivo em chamas, rumores de fuga do presidente

Originalmente publicada no Global Voices em 26 de janeiro de 2009

Atualização (19h09 GMT): Embora ainda haja rumores de que o presidente Ravalomanana tenha deixado o país, outros relatam que os boatos são falsos. Daniel Austin diz no Twitter: “Todas as indicações de fontes de confiança sugerem que o rumor de que Ravalomanana fugiu de Madagáscar é falso”.  Thierry Ratsizehena diz no Twitter que o governo declarará lei marcial.  A imprensa deixou de funcionar e os fatos continuam sem esclarecimento.  O Global Voices continuará trazendo informações a medida que elas são disponibilizadas.

No período de 24 horas começando tarde da noite de 25 de janeiro, após grandes protestos, uma série de acontecimentos graves se passou em Antananarivo, capital de Madagáscar.

Atualização (15h23 GMT): Não confirmado por fontes da imprensa, mas confirmado pela família do autor, ao que parece o presidente Ravalomanana e sua família deixaram o país.

Os primeiros relatos confirmam que vários canais de televisão e rádio pararam de fazer transmissões. Vários prédios, dentre os quais um hotel 5 estrelas e alguns shopping centers, foram incendiados ou apedrejados. Duas casualidades foram relatadas (ainda não confirmadas por fontes independentes) e a última postagem indica que todo o quarteirão está em chamas.

A twittosfera em Madagáscar traz atualizações regulares sobre o problema que se desenrola, por meio de mensagens de texto e web móvel. O fato de que a internet ainda não é percebida como uma verdadeira ferramenta de comunicação de massa em Madágascar deve ter possibilitado a permanente disponibilidade da rede até agora. Veja abaixo um resumo traduzido da linha do tempo dos eventos que começaram com protestos, da forma como os micro-blogueiros os noticiaram:

25 de janeiro,

- A primeira postagem de thierry às 15h GMT anuncia que a rádio VIVA seria desapropriada mais tarde na mesma noite.

- Às 16h GMT R1lita noticia os protestos no centro da cidade e se pergunta se alguns dos manifestantes foram pagos para comparecer.

- Às 18h GMT tandriamirado posta que a rádio VIVA pede à população que impeça que as forças armadas  entrem no prédio.

- Às 20h GMT Barijaona relata vandalismo e apedrejamento em prédios do quarteirão 67ha.

-  Às 22 GMT várias postagens indicam que há alegações de que soldados estrangeiros entraram na rádio VIVA e que ela parou de transmitir.

26 de janeiro,

- Às 05h GMT: relatos de que a rádio (RNM) e a televisão (TVM) nacionais não estão transmitindo.

- Às 07h GMT: vandalismo contra o shopping center Magro. As forças armadas fazem intervenção.

- Às 10h GMT: casas particulares de políticos são incendiadas.

- Há 4 horas: relatos de 2 civis mortos e de que a rádio pró-governo parou de transmitir e está em chamas.

- Há 3 horas: rehita posta que as forças militares deixaram o prédio (RNM) que eles deviam estar protegendo

- Há 22 minutos: papajoe786 relata que shopping centers no sul (Antsirabe e Fianaratsoa) foram incendiados.

-  Há 8 minutos: a vizinhança inteira em Ambohimitsimbona onde estão localizados satélites está em chamas.

- Há 5 minutos: fidy posta que o avião presidencial está pronto para decolar com a família do presidente

Nota do editor: Todas as postagens nessa linha do tempo não foram confirmadas por fontes da imprensa tradicional mas foram confirmadas pela família do autor; parece que o presidente Ravalomanana e sua família deixaram o país.