Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Notícias de Curtas

Pobreza e exploração de crianças em Angola retratadas em livro

O jovem escritor e jornalista angolano Fernando Guelengue lança o seu primeiro livro na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, no Brasil. Intitulada “Pobreza – o epicentro da exploração das crianças em Angola”, a obra aborda a problemática da situação da criança em Angola, analisando vários casos de exploração de menores.

Em entrevista à Deutsche Welle (DW), também disponível em audio, o autor afirma:

“O epicentro da exploração de menores em Angola é a pobreza (…) E a par da própria pobreza temos a falta de oportunidades de trabalho, o baixo rendimento financeiro dos pais e o analfabetismo”.

Segundo o autor, não foi possível encontrar apoios para a edição do livro em Angola, onde continua sem editora. A obra encontra-se à venda online, no site da Editora Biblioteca24horas.

Newsletter incancelável permite que eleitores brasileiros monitorem candidatos eleitos

news_9538

Apostando no poder da informação antes e depois das eleições, o projeto Newsletter Incancelável tem como objetivo ajudar os brasileiros a escolher melhor os candidatos que elegem, assim como facilitar o acompanhamento das atitudes de cada político eleito no decorrer do mandato. A decisão de participar do projeto é praticamente irreversível

Os eleitores que se cadastrarem receberão, por 4 anos, boletins mensais com as principais notícias sobre os candidatos que ajudarão a eleger em 2014. Todos os mais de 26 mil candidatos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para concorrer nas eleições de outubro de 2014 podem ser monitorados por meio da Newsletter Incancelável:

Esta iniciativa existe para ajudar você a escolher e acompanhar o seu voto. Uma decisão importante e irreversível, com a qual você terá que conviver por 4 anos.

As notícias são selecionadas com base em métricas de importância e relevância, dentre as quais o número de publicações similares, a quantidade de compartilhamentos de conteúdo nas principais redes sociais, assim como a visibilidade do veículo no qual a notícia foi publicada.

A iniciativa é do Newsmonitor, uma ferramenta para a construção de conhecimentos estratégicos. Segundo o site do projeto, trata-se da contribuição deles para as eleições de 2014 e “para que os cidadãos possam construir e acompanhar seus votos de uma maneira cada vez melhor”.

Com informações do site As Boas Novas.

A Guerra da Beatriz: primeira longa-metragem de Timor-Leste

From Facebook page of East Timor and Indonesia Action Network (ETAN)

Imagem da página do Facebook da Rede de Acção de Timor-Leste e da Indonésia (ETAN)

A Guerra da Beatriz (Beatriz’s War) é o primeiro filme de Timor-Leste. É sobre a ocupação indonésia de Timor-Leste, desde 1975 até 1999, e o seu impacto na sociedade timorense.

De acordo com os produtores do filme, o mesmo foi “feito em estilo de guerrilha pelos homens e mulheres que lutaram na resistência armada e no movimento clandestino” contra a ocupação Indonésia.

Yasmine: Primeira longa-metragem do Brunei

O filme Yasmine destaca-se porque é a primeira longa-metragem do Brunei. Trata-se de uma jovem que queria ser campeã de silat, uma arte marcial indígena do Brunei. O filme foi bem recebido em vários festivais internacionais de cinema.

VÍDEO: Exército israelense tem orgulho de seus bombardeios em Gaza

A blogger israelense Elizabeth Tsurkov desafia o IDF (Exército Israelense) a fazer uma versão em inglês de um vídeo que divulgado em hebraico, que ela descreve como “glorificando bombardeios aéreos em Gaza.”

Ela tuíta:

Por que não fazer uma versão em Inglês deste vídeo glorificando de bombardeios aéreos em Gaza?

Pelo menos 1.900 palestinos foram mortos, mais de 10 mil feridos e 450 mil deslocados desde que Israel lançou uma ofensiva maciça chamado de “Margem de Proteção” contra a faixa de 40 quilômetros em 8 de julho.

Siga nossa cobertura em inglês: #Gaza: número de mortos civis na ofensiva israelense

Melhoria do acesso à Internet no Camboja

Danièle Adler, uma consultora em estratégia de comunicação, apresenta uma visão geral [en] do avanço significativo no sector das TI no Camboja:

Há seis anos, menos de 10.000 cambojanos tinham ligação à Internet, sendo a mesma extremamente lenta. Actualmente, 2,5 milhões de pessoas têm acesso à Internet em casa e adicionalmente 2 milhões de cambojanos utilizam os seus smartphones diariamente para ficarem online.

Polícia iraniano condenado a 3 anos de prisão pela morte de um blogger

O agente interrogador da Polícia Cibernética iraniana Akbar Taghizadeh foi sentenciado a três anos de prisão, dois dos quais em exílio, e a 74 chicotadas pelo homicídio do blogger dissidente Sattar Beheshti [en], que morreu sob tortura enquanto se encontrava detido pela polícia, em novembro de 2012. “Na quarta-feira de tarde, dia 6 de agosto, as notícias da sua sentença chegaram-nos por e-mail. Porém, nós não aceitamos isto. É cobarde e injusto”, afirmou Gohar Eshghi, a mãe de Beheshti, numa entrevista [en] à Campanha Internacional para a Defesa dos Direitos Humanos no Irão. Muitos utilizadores do Twitter que seguem a história em #SattahBeheshti hashtag expressaram desaprovação semelhante em relação à sentença.

Dois jornalistas detidos por suspeita de difamação a um ministro de Madagáscar

Dois jornalistas do jornal Madagascar Matin foram detidos e levados para a prisão de Antanimora, em Antananarivo, capital de Madagáscar. Na manhã de 23 de julho de 2014, ambos foram convocados à Brigada de Fiadanana para uma audiência. Solo Rajaonson, outro jornalista local, publicou a seguinte atualização [mg] no Facebook:

About the latest news regarding freedom of press in Madagascar: our colleagues, the Publication Manager of the newspaper Madagascar Matin, Jean Luc Rahaga and his Editor-In-Chief, Didier Ramanoelina are placed under arrest at the penitentiary of Antanimora in Antananarivo, Madagascar. This is the result of a complaint of defamation from  Rivo Rakotovao, the Minister of Transport and Industry. So much for breaking away from our recent dark past, I guess

Sobre as notícias mais recentes a respeito da liberdade de imprensa em Madagáscar: nossos colegas, o diretor do jornal Madagascar Matin, Jean Luc Rahaga, e seu editor-chefe, Didier Ramanoeilina, foram detidos na penitenciária de Antanimora em Antananarive, Madagascar. Este é o resultado de uma queixa de difamação vinda do Ministro do Transporte e da Indústria, Rivo Rakatoavo. Tamanho esforço para romper com o nosso recente passado obscuro, eu suponho.

Cabo da Polícia Militar é o primeiro condenado pelos “Crimes de Maio”

10500553_484544808347891_2020837561891122856_n

Pôster publicado pelas Mães de Maio pedindo apoio e presença ao julgamento. 

O cabo da Polícia Militar de São Paulo Alexandre Andre Pereira da Silva foi condenado a 36 anos de prisão pelas mortes de Murilo de Moraes Ferreira, Felipe Vasti Santos de Oliveira e Marcelo Heyd Meres em 2006, durante os chamados “Crimes de Maio“. A jornalista Laura Capriglione, do coletivo de mídia Ponte divulgou a notícia no Facebook.

A condenação veio após anos de pressão por parte do Movimento Mães de Maio, criado após os brutais assassinatos de cerca de 500 jovens durante ações policiais no estado de São Paulo em maio de 2006.

 

 

Admiráveis palavras do futebolista italiano Giorgio Chiellini após ser mordido

Chiellini

Giorgio Chiellini, imagem no Flickr pelo utilizador calciostreaming. CC BY 2.0.

[Os links levam à páginas em inglês exceto quando outro idioma for mencionado]

Giorgio Chiellini [en], o defesa central italiano que foi mordido pelo avançado Uruguaio Luis Suárez durante a partida entre as seleções de Itália e Uruguai da fase de grupos do Campeonato do Mundo no Brasil, enviou uma mensagem conciliatória a Suárez [it] através do seu site oficial:

Dentro di me ora non ci sono sentimenti di gioia, di vendetta o di rabbia contro Suarez per un incidente che è accaduto in campo ed è finito lì. Rimangono solo la rabbia e delusione per la partita persa.

Al momento il mio unico pensiero è per Luis e la sua famiglia, perché si troveranno ad affrontare un periodo molto difficile.

Dentro de mim, neste momento, não há sentimentos de alegria, vingança ou raiva contra Suárez por um incidente que aconteceu no campo e está encerrado. Permanece apenas a raiva e o desilusão pela partida. 

Neste momento, os meus pensamentos estão com o Luís e a sua família porque vão enfrentar um período muito difícil. 

Ataques a muçulmanos continuam no Sri Lanka

[Todos os links levam a páginas em inglês.]

Já são duas semanas desde que começaram os ataques violentos a muçulmanos nas cidades costeiras de Aluthgama e Beruwala, no Sri Lanka. Embora a situação tenha arrefecido após ampla condenação pública, continua uma violência esporádica contra muçulmanos em diferentes partes do país.

O blogueiro Abdul Khaleq tuitou sobre um incidente recente na divisão de Ratmalana, no distrito da capital Colombo:

Incêndio na mesquita da rodovia Borupona, em Ratmalana, 1h da manhã. As chamas foram vistas no início e apagadas. Ministro Fowzie está aqui #ForçaSriLanka

O blogueiro D. B. S. Jeyaraj dá detalhes do incêndio criminoso sem sucesso na mesquita de Thalayan Bawa Jumma, na rodovia Borupane, em Ratmalana, na primeiras horas do dia 29 de junho de 2014.

Forças da paz envolvidas no desaparecimento de 11 rebeldes na República Centro Africana

Peter Bouckaert [en], director das urgências da Human Rights Watch, relata que as forças de manutenção da paz da União Africana estiveram envolvidas na prisão de pelo menos 11 rebeldes anti-balaka a 24 de Março. Os rebeldes detidos não são vistos desde a sua prisão [en]:

Desde 24 de Março que não há notícias acerca das pessoas que foram presas. Os familiares dirigiram-se à base principal da MISCA (Missão Internacional de Apoio à República Centro-Africana) em Bangui, Camp M’poko, e a todas as esquadras de polícia em Bangui, mas não encontraram os seus entes queridos, que receiam terem sido executados pelos soldados da MISCA, a menos que estes os estejam a manter em local não revelado. Três testemunhas distintas afirmaram que soldados da MISCA prenderam no mínimo mais sete pessoas ao longo da rua principal, provavelmente porque usavam amuletos tradicionais gris-gris associados às milícias anti-balaka. Os seus nomes não são conhecidos, pois não são de Boali.

 

Brasil: site traz infográficos e dados sobre protestos de 2013

Screen shot do novo site da Artigo 19, dedicado aos protestos de 2013 no Brasil. Foto: Reprodução

Novo site da Artigo 19, dedicado aos protestos de 2013 no Brasil. Foto: Reprodução

No dia 02 de junho, às vésperas da contraditória Copa do Mundo no Brasil, a organização de direitos humanos Artigo 19 colocou no ar um novo site sobre os Protestos de 2013 que levaram o país às ruas. Nele, além de encontrar “pistas para entender o fenômeno brasileiro”, o usuário encontra ainda informações sobre leis de protesto internacionais e nacionais, as principais violações e uma linha do tempo.

A organização explica ainda:

O site traz números, infográficos, análises de leis e depoimentos de vítimas de violência e especialistas, além de críticas a abusos na atuação do Estado. Baseado em notícias da imprensa, o relatório, que serve de base para o site, contabilizou 696 protestos no país durante 2013, registrando 2.608 detidos e 8 mortes em circunstâncias relacionadas aos protestos. A análise também computou 117 jornalistas feridos e/ou agredidos, e outros 10 que foram detidos.
(…)
Todas as violações registradas contradizem uma série de convenções e leis internacionais que tratam do direito a manifestação.

Dos arquivos da Copa: Como o Brasil enganou o mundo com um meme

A imagem mais disseminada do trote. Autor anônimo.

A imagem mais disseminada do trote. Autor anônimo.

Você se lembra do “Cala Boca Galvão”, o meme de Internet que se tornou um trote mundial quando milhões de usuários do Twitter começaram a mandar o famoso narrador esportivo Galvão Bueno calar a boca, durante a cerimônia de abertura da Copa do Mundo de 2010?

Quase instantaneamente, tornou-se um trending topic mundial no Twitter, e pessoas de toda parte queriam entender o que era aquilo e o que estava se passando.

Munidas do melhor senso de humor brasileiro, pessoas lançaram um apelo urgente – e falso – para salvar o que supostamente seria uma espécie de ave ameaçada de extinção – o “galvão”. Poderiam salvar a espécie ao retuitar a hashtag “Cala Boca Galvão” o máximo possível. Este vídeo em inglês, criado em junho de 2010 sobre a ave fictícia que precisa ser salva da Copa do Mundo, teve mais de 2,2 milhões de visualizações.

Grandes veículos midiáticos ajudaram a disseminar o trote, que foi depois solucionado pelo blog The Lede e descrito pelo jornal The New York Times como “um dos cibertrotes mais bem sucedidos da história”.

Veja a história de Raphael Tsavkko Garcia no nosso arquivo: Brasil: O fenômeno “CALA BOCA GALVÃO”.

Foto: Em Macau, 3.000 pessoas rodeiam a Assembleia Legislativa para impedir a “lei da ganância”

Para mais informações consulte o artigo prévio [en] do GV.

O trabalho heróico diário de cientistas na luta contra o Ébola na Libéria

Durante a actual crise da febre hemorrágica ébola (FHE), muitas são as reportagens acerca de pacientes, pessoal médico, vacinas e consequências da doença nos países afectados. Porém, raros são os relatos acerca do trabalho diário dos técnicos de laboratório e daqueles que tratam das suas necessidades diárias. Num artigo publicado no site buzzfeed.com intitulado Os heróis desconhecidos da crise do Ébola na Libéria, Jina Moore conta a história destas pessoas fulcrais na luta contra o vírus do Ébola na Libéria:

Catherine Jeejuah começa tão cedo os seus dias que nem sabe que horas são. Mas isso é irrelevante. Ela levanta-se quando ainda está escuro, acende o fogo e coze arroz e verduras para os seus dois filhos. Por volta das 6h30 da manhã, quando a claridade começa a entrar pelas janelas, ela sai de casa e dirige-se a uma escola nas proximidades.

Ali, ela faz tudo novamente, mas numa escala maior. Jeejuah, de 30 anos, e outras duas mulheres, todas voluntárias, cozinham para 12 das mais importantes, mas invisíveis, pessoas na Libéria no momento.

As doze refeições destinam-se à equipa de técnicos que testa o sangue de doentes com suspeita de Ébola. Eles visitam os doentes nas suas casas e nos sobrecarregados centros de tratamento e inserem agulhas em veias de pessoas fisicamente imprevisíveis e altamente contagiosas. De seguida, levam de volta as amostras de sangue para o único laboratório médico da Libéria, que fica a mais de uma hora da capital, Monróvia.

Cubanos são agora utilizadores autorizados do Google Chrome

O Google Chrome finalmente torna-se “legal” em Cuba. A blogger Yoani Sanchez afirma que sente uma grande satisfação por “saber que a opinião dos cidadãos interessados na livre circulação de informação e de tecnologia influenciou a abolição desta proibição.”

Descarrilamento de comboio expõe ineficiência do sistema de transportes colectivos filipino

A train overshot it's stop at a terminal in Manila. Photo by Juan Carlo de Vela. Copyright @Demotix. (8/13/2014)

Comboio não conseguiu parar na devida paragem num terminal em Manila. Foto de Juan Carlo de Vela. Copyright @Demotix. (8/13/2014)

Descarrilamento de comboio provoca um elevado número de feridos, ao não conseguir parar num cruzamento movimentado a sul de Manila. O acidente provocou uma intensa discussão [en] em torno do débil e ineficiente sistema de transportes colectivos das Filipinas. As autoridades competentes prometeram melhorar os serviços ferroviários num contexto de crescente indignação pública em relação ao incidente.

Níger: 12 mortos e 27.000 desalojados por causa das cheias

Flooding in Niamey in Niger - Public Domain

Inundações em Niamey, Níger – Domínio Público

As chuvas fortes e inundações no Níger mataram 12 pessoas e deixaram milhares [fr] sem casa. Em Niamey e nas regiões circundantes, os rios subiram e destruíram milhares de habitações. A degradação dos solos e o cultivo de terras marginais na região aumentam o risco de fenómenos extremos se converterem em desastres naturais. Algumas soluções de preparação para as inundações foram implementadas [en] pelas autoridades nacionais:

ANADIA Níger tem como objectivo desenvolver metodologias e ferramentas para avaliação do risco de inundação, apoiar o planeamento nos diferentes níveis de tomada de decisão, aumentar a resiliência das comunidades locais e desenvolver uma maior capacidade de previsão e resposta. Neste contexto, o desenvolvimento de uma base de dados das inundações irá contribuir para um processo de decisão mais eficaz.

 

Tráfico de rins humanos na China

Um caso judicial recente na província de Jianxi revelou informação privilegiada acerca do negócio de tráfico de rins humanos na China. Charles Liu do site the Nanfang.com publicou uma reportagem de investigação [en] sobre o funcionamento deste negócio clandestino.

… um homem de 21 anos quis provar à família que era financeiramente independente. Depois de saber através de um contacto QQ, que podia ganhar 25.000 CNY (3.000 euros) por vender um rim, decidiu ir para Nanchang.

Acordo de investimento com a China deixa jamaicanos com mais perguntas que respostas

ESTOU TÃO ESTUPEFACTA: QUEM dá a um Governo ESTRANGEIRO o DIREITO de ESCOLHER QUE TERRAS QUER?

Como parte de uma troca de investimentos, o Governo jamaicano concordou em ceder 1.200 acres (485 hectares) de terra ao Governo chinês – onde quer que seja. Cucumber Juice [en] tem questões fundamentais que sente que o Governo deve responder: Qual é o valor da terra? Como será usada? E se o terreno já estiver ocupado? Ela conclui que: “A Jamaica está à venda, está a ser vendida e não é de todo tão independente como os seus cidadãos e residentes gostam de pensar.”

FOTO: Cinco túmulos judaicos no Cemitério da I Guerra Mundial em Gaza

O editor da revista americana Foreign Policy para Oriente Médio David Kenner visitou o cemitério britânico da I Guerra Mundial em Gaza e compartilhou esta foto no Twitter.

Visitei o cemitério britânico da I Guerra Mundial em Gaza hoje. Há milhares de túmulos – inclusive cinco judeus. Amei esta inscrição.

A inscrição diz: “Na poderosa marcha do progresso, ele buscou fazer o seu melhor.”

O túmulo é do tenente W.G.A. Joseph, do regimento Northamptonshire, e é um dos cinco túmulos de soldados judeus que Kenner mencionou.

Kenner está entre os jornalistas de todo o mundo que entraram em Gaza para cobrir uma grande ofensiva israelense chamada Operação Margem Protetora contra a Faixa da Gaza, de 40 quilômetros, que começou no dia 8 de julho.

Dr. Ashraf Al Qedra, o porta-voz do Ministério da Saúde palestino, anunciou em sua página no Facebook o número total de mortos no dia 9 de agosto, o 34o dia do conflito, como seguinte:

حصيلة العدوان الصهيوني الغاشم المستمر على غزة لليوم الرابع والثلاثين هي 1911 شهيد وحوالي 9861 جريح .

O número das vítimas no 34o dia do ataque sionista agressivo em Gaza é de 1.911 mártires e 9.861 feridos.

Siga nossa cobertura em inglês: #Gaza: número de mortos civis na ofensiva israelense.

#DesafioAnita: Uma favela desafiou o campeão da Copa para um jogo

Anita Garibaldi vs Campeão da Copa do Mundo

Anita Garibaldi vs Campeão da Copa do Mundo. Imagem da página Techo.org, usada com autorização.

A favela Anita Garibaldi, a 10 km do Aeroporto Internacional de Guarulhos, que atende à cidade de São Paulo, é morada de 4 mil famílias e um time próprio de futebol, o Anita Futebol Clube. A organização não governamental TECHO (@untecho), da América Latina, está fazendo campanha pelo #DesafioAnita, um jogo de futebol entre o Anita Futebol Clube e a seleção que se tornar campeã da Copa do Mundo 2014. Segundo a ONG, essa partida procura dar visibilidade às histórias de superação de moradores de comunidades da América Latina que vivem em condição de pobreza.

A organização está levando adiante uma intensa campanha nas redes sociais e nos meios de comunicação usando com a hashtag #DesafioAnita. Até o momento, já conseguiram o envolvimento de pessoas pelo mundo inteiro com petições para a FIFA, federações nacionais de futebol e personalidades para a realização do Desafio, cuja data definitiva ainda precisa ser confirmada.

Os interessados podem se somar como apoiadores do Anita Garibaldi por sua página oficial na web (disponível em português, espanhol e inglês) ou com a hashtag #DesafioAnita.

Documentário [áudio em pt, legenda em espanhol]: Por que a Anita Garibaldi quer o #DesafioAnita?

Vídeo [áudio em pt, legenda em inglês]: Turtão, goleiro do Anita Garibaldi FC, desafia Lionel Messi

Mulheres são minoria na blogosfera latina

Marita Seara Fernández, membro do coletivo Mulheres Construindo (Mujeres Construyendo),  lembrou que apenas 25% da blogosfera que escreve na língua espanhola é representado por internautas do sexo feminino.Ativista do grupo que tem a intenção de diminuir as diferença entre os gêneros nas tecnologias digitais, Marita recordou também que as latinas trabalham numa média de duas ou três horas diárias a mais que os homens, e, portanto, teriam menos tempo para dedicarem-se a estudos e atualização de novas ferramentas e plataformas. O dado é da CEPAL (Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe), que disponibilizou uma série de informações através de um vídeo informativo após a XII Conferência Regional Sobre a Mulher da América Latina, realizada em 2013.

Da Venezuela, a ativista escreve em seu blog:

Hay muchísimas voces femeninas en el mundo, sobre todo en países donde la represión, discriminación y desigualdad es parte de su día a día. ¿Pero qué hay de blogs escritos por mujeres latinoamericanas?, ¿de voces que presenten una realidad en sus comunidades o reflejen el empoderamiento y el liderazgo que muchas representan?. Hay pocas.

[..]

Si comenzamos con que el acceso igualitario a internet es un derecho, para disminuir esta brecha es esencial el cambio o implantación de nuevas políticas públicas que van desde la alfabetización y la educación desde edades tempranas hasta la ayuda en el manejo y redistribución del tiempo de las mujeres, de manera así que puedan acceder al aprendizaje de estos recursos.

“Existem muitas vozes femininas no mundo, especialmente em países que repressão, discriminação e desigualdade fazem parte do cotidiano. Há blogs escritos por mulheres latinoamericanas? De vozes que sentem a realidade de suas comunidades e refletem o empodeiramento e liderança que muitas realizam? São poucos.
[..]
Se começarmos com o acesso igualitário a internet, como um direito, para diminuir as distancias  da implantação de novas políticas públicas que vão desde a alfabetização e educação, desde crianças, até a ajuda do manejo e distribuição do tempo das mulheres com uma maneira de alavancar o aprendizado desses recursos

O motivo para menor participação, mostra o vídeo, é o fato de mulheres de comunidades mais afastadas se empenharem em atividades domésticas que precisam de dedicação, como cuidado com crianças e idosos.

[Matéria traduzida por Camilla Feltrin]

Ativista preso diz: “Estou sendo alvo de uma grande e suja perseguição política”

Carta Fábio Hideki, de dentro da Penitenciária

Carta redigida por Fábio Hideki de dentro da Penitenciária, publicada por Mídia Ninja (CC BY-SA 4.0).

Esta carta, publicada pelo coletivo Mídia Ninja, foi escrita pelo estudante Fábio Hideki Harano, um dos dois ativistas presos em São Paulo após participar da manifestação “Se não tiver direitos, não vai ter Copa” no dia 23 de junho. A campanha Liberdade para Hideki garante a pressão popular para que Fábio seja libertado. 

03/07/2014  Fábio Hideki Haramo

Escrevendo de maneira leve e solta, sem pensar elaboradamente digo que não fiz nada de errado pois participar de manifestações de rua, usar equipamentos de proteção e resistir na defensiva, para fazer valer o direito de expressão pública, não é nem um pouco crime.

Estou sendo alvo de uma grande e suja perseguição política. Não neguei revista pois não tinha nada a esconder. Implantaram uma suposta bomba, que só fui ver no DEIC, horas depois de minha detenção.

Sou trabalhador, funcionário público e estudante da USP, gosto de ler, de mangá, de Tokusatsu (seriados japoneses de super-herois), de heavy metal, artes marciais, luta política por um mundo melhor, justo e sem desumanindade.

Sei da importância de lutar. Pratico kentô e sei que só viver de maneira individualista não leva a um mundo melhor. Assim, participo sim de sindicato, apoio determinados movimentos sociais como MTST e o MPL. Sei que lutar, sem briga, nas ruas é importante. Participo de manifestações sem partir para agressões.

Tanto é que meus pais e meus avós sabem com tranquilidade que não faço lutas erradas.

Aprende a proteger os teus e-mails em menos de 30 minutos

#EmailSelfDefense infographic by Journalism++ for the Free Software Foundation (CC BY 4.0)

#EmailSelfDefense (Autodefesa no e-mail) infografia criada por Journalism++ para a Free Software Foundation (CC BY 4.0)

Autodefesa no e-mail, um guia para iniciantes sobre criptografia por e-mail, foi lançado pela Free Software Foundation (FSF) em seis novas línguas [frdejprupttr] no dia 30 de Junho de 2014. Mais traduções estão a caminho. 

Even if you have nothing to hide, using encryption helps protect the privacy of people you communicate with, and makes life difficult for bulk surveillance systems. If you do have something important to hide, you're in good company; these are the same tools that Edward Snowden used to share his famous secrets about the NSA.

Mesmo que não tenhas nada a esconder, o uso da encriptação ajuda a proteger a privacidade das pessoas com quem comunicas, e torna a vida mais difícil aos sistemas de vigilância em massa. Caso tenhas algo importante a esconder, estás em boa companhia: estas são as mesmas ferramentas que Edward Snowden usou para partilhar os seus famosos segredos sobre a NSA.

"Edward, a friendly email bot helps Email Self-Defense users test their new encryption systems."

“A vigilância em massa viola os nossos direitos fundamentais e torna a liberdade de expressão arriscada. Mas estamos longe de não poder fazer nada a respeito.” Edward, um bot amigável, ajuda os utilizadores de Autodefesa no e-mail a testarem os seus sistemas de encriptação.

O guia da FSF foi lançado [en] originalmente, em inglês, como parte da campanha Reset The Net [en] que tomou lugar a 5 de Junho de 2014 — um dia de acção global contra a vigilância em massa que marcou o primeiro aniversário das revelações de Edward Snowden sobre a máquina global de espionagem massiva e indiscriminada da Agência Nacional de Segurança americana (NSA).

Autodefesa no e-mail é apenas uma parte importante da solução para a vigilância em massa”, afirma a FSF: 

While we learn email encryption tools, we also need to push politically to reign in surveillance, build a safer Internet, and force governments and companies to reduce the amount of data they collect about us in the first place. We hope translated versions of Email Self-Defense can be the entry into this multifaceted movement for people all around the world.

Ao mesmo tempo que aprendemos a usar ferramentas de encriptação, também precisamos de fazer pressão política de forma a dominar a vigilância, construir uma Internet mais segura, e forçar os governos e empresas a reduzirem a quantidade de dados que colectam sobre nós. Esperamos que as versões traduzidas de Autodefesa no e-mail sirvam de porta de entrada para este movimento multifacetado de pessoas em todo o mundo.

A tradução para português do Brasil foi feita por CMI-Rio e Thiago Marinello.

“A Ponte”: canal online debate segurança pública, justiça e direitos humanos no Brasil

Com as manifestações de junho de 2013 o Brasil se deparou com uma realidade que vivia velada no cotidiano das periferias: a violência e os abusos da polícia militar. A existência de esquadrões da morte, milícias paramilitares e o medo da população diante de um “Estado crescentemente violento e coercitivo”, somadas as cenas das ruas no último ano, levaram 20 jornalistas a se reunir em torno de um projeto independente. Nasceu assim A Ponte, canal online que debate e reporta sobre “segurança pública, justiça e direitos humanos”.

Lançado em junho, o projeto tem apoio institucional da Agência Pública, parceira do Global Voices, e de outras 60 organizações ligadas à área de direitos humanos. Laura Caprilgione, ex-repórter do jornal Folha de São Paulo e uma das criadoras da iniciativa, conta que debater a segurança pública é debater “o passaporte do futuro do Brasil”:

É ela quem definirá, conforme sua resolução, se evoluiremos para uma sociedade de vingadores e linchadores, ou de garantia dos direitos essenciais para todos. Com a Ponte nós reafirmamos nossa aposta na democracia e no Estado Democrático de Direito. 

Além das proposições do manifesto do grupo, outro integrante, André Caramante, também ex-repórter da Folha, defende que o diferencial do jornalismo feito pelo site:

Partimos do princípio de que a voz de um cidadão comum deve ter a mesma importância do que a de um governo, qualquer governo.

Conheça quem faz a Ponte:

A forma adequada de falar com pessoas portadoras de deficiência

2024381750_43e73d40a7_o

Imagem de panshipanshi no Flickr. CC BY-NC-SA 2.0.

[Todos os links levam à páginas em espanhol]

O salvadorenho Jaime Vázquez Villalta explica neste artigo as formas adequadas de falar com pessoas portadoras de deficiência:

Quando falamos com um familiar, amigo ou conhecido que apresenta algum tipo de incapacidade, em primeiro lugar devemos tratá-lo como um indivíduo, com virtudes, talentos, forças e fraquezas, mas acima de tudo como pessoa que é, um ser humano que faz parte da sociedade.

Utilizador de cadeira de rodas, o autor tem o objetivo de educar outras pessoas através do seu blog Desde mi silla (Desde a minha cadeira de rodas) para criar uma sociedade mais justa.

Este post fez parte da quinta edição de #LunesDeBlogsGV (Segunda-feira de blogs em GV) no dia 2 de Junho de 2014.

O pesadelo de comprar ingressos para os jogos da Copa 2014

O mexicano Emmasito compartilhou [es] em seu blog os infortúnios que teve ao tentar comprar ingressos para os jogos da Copa do Mundo FIFA 2014 no Brasil, que começou ontem, quinta-feira 12 de junho. Ele afirma que o problema não são os preços, que variam de 90 a 175 dólares (US$) – o que ele considera razoável em vista da magnitude do evento esportivo -, mas, sim, a longa demora, a alta procura pelos ingressos e dificuldades com o servidor da internet, entre outras barreiras:

Justo a las 5 AM estábamos al pendiente [...] y debido a la alta demanda a nivel mundial, FIFA te pone en una “cola” virtual y hasta que sea tu turno puedes entrar a comprar. Para no hacer la historia larga, nos dieron las 7:30 y seguíamos esperando con una desmañanada brutal. Eventualmente pudimos entrar, pero para ese tiempo ya no había boletos disponibles.

Às 5 em ponto da manhã ficamos a postos [...] e devido à alta demanda mundial, a FIFA lhe põe numa “fila” virtual, para que você só possa comprar quando for sua vez. Enfim, às 7h30 ainda estávamos aguardando, brutalmente desorientados. Eventualmente entramos, mas nesse momento já não havia ingressos disponíveis.

O autor é um grande fã do esporte mais popular do mundo e vai escrever sobre suas experiências da visita ao Brasil. Acompanhe seu blog [es] e sua conta no Twitter caso você também seja fã de futebol.

Este post faz parte da 6ª #LunesDeBlogsGV [Segundas de blogs no GV], em 9 de junho de 2014.

Brasil: Manual online dá dicas a manifestantes

Com o início da Copa do Mundo no Brasil, protestos contra as intervenções da FIFA e os gastos do governo tomam conta de todo o país, especialmente nas cidades-sede. 

Preocupados com possíveis reações excessivas da polícia durante os protestos, a organização de conselho cidadão Urucum, que trabalha com direitos humanos, comunicação e questões de justiça, e está baseada na cidade de Fortaleza, publicou um manual para manifestantes, chamado de Manual de Pessoas Manifestantes.

Na Rua – Cartilha do manifestante

 

 

Publicado em Calameo ou leia outras publicações

O e-book dá dicas sobre itens que os manifestantes devem levar dentro de suas mochilas e faz uma lista de recomendações de atitude e comportamento durante a própria demonstração. Também compartilha uma lista de direitos civis e se refere a como proceder em caso de ser parado em uma revista policial ou detido.

O livreto é um produto da plataforma online Na Rua, que monitora violações aos direitos humanos perpetradas pelo Estado em Fortaleza durante os protestos relacionados à Copa do Mundo.