Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Espanha: Jornal Catalão Censura Blog que Cobriu Greve de Fome

Lali Sandiumenge, jornalista catalã e colaboradora do Global Voices, decidiu recentemente por desassociar seu blog de ativismo digital, o Guerreros del teclado [es] (ou ‘Guerreiros do teclado') da página do grande jornal catalão La Vanguardia [es]. A decisão aconteceu depois que os membros da editoria do jornal decidiram deletar um post que ela escreveu a explicar a greve de fome [ca] de seis trabalhadores da empresa de telecomunicações Telefónica, em Barcelona.

La Vanguardia

Imatge del bloc després de ser retirat el post.

Sandiumenge tem atuado como correspondente freelancer no Cairo para diversos jornais e veículos de imprensa. Em 1º de Março de 2011, ela decidiu associar seu blog [es], que foi criado em 2007 [es], ao La Vanguardia, com a esperança de lidar com o tema do ciberativismo. Em 9 de Novembro, Sandiumenge publicou uma entrevista com seis trabalhadores da Telefónica a respeito da greve de fome que conduziam e analisou o uso que faziam da Internet para combater o “cerco” da mídia mainstream contra eles.

No dia seguinte, os diretores do La Vanguardia decidiram retirar o post – embora não tivessem a intenção de derrubar o blog -, conforme explicou [es] Sandiumenge::

La dirección de La Vanguardia decidió censurar la entrada el lunes y la eliminó. Me llamaron para notificármelo, con franqueza. No me pidieron que dejara el blog, pero la decisión que han tomado entra en conflicto directo con lo que creo y por lo que soy periodista, así que he decidido dejar de colaborar con su portal. Es una cuestión de principios. Activo, pues, este blog personal, cuelgo de nuevo con su fecha real la crónica que escribí sobre la huelga, que entra ya en su décimo día, y espero que muchas más. Seguimos.

A direção do La Vanguardia decidiu censurar a publicação de segunda-feira e a eliminou. Chamaram-me para notificar o fato, com franqueza. Não me pediram para deixar o blog, mas a decisão que tomaram entra em conflito direto com o que creio e com o motivo pelo qual sou jornalista, e, dessa forma, decidi deixar de colaborar com aquele portal. É uma questão de princípios. Aciono, portanto, este blog pessoal, e publico novamente, em sua data original, a crônica que escrevi sobre a greve, que já entra em seu décimo dia, e espero que com muitas crônicas a mais. Siguemos.

Sandiumenge relançou seu blog no WordPress. No novo endereço [es], usuários podem encontrar o artigo [es] que La Vanguardia censurou, que descreve como os trabalhadores da Telefónica usaram a internet para sua mobilização.

“La red es suya y estamos luchando en su propio terreno”, explica Isabel, una de las trabajadoras de la compañía, miembro del sindicato Co.bas que, junto a En Construcció y la plataforma Sí, soy rentable, abierta por los trabajadores, coordinan el frente de batalla abierto en el ciberespacio. Teléfonica es, con casi 5,5 millones de líneas de un total de 11.164.966 (datos del 2011), el principal operador en España de banda ancha fija, aunque su cuota de mercado ya no es mayoritaria como antaño.

El ajetreo online –articulado sobre todo a través de @HHTelefonica y @sisoyrentable, una cuenta para retransmitir en streaming y el blog Vaga de fam a Telefónica- va parejo al que se vive sobre el terreno.

“A internet é deles e nós estamos lutando em seu próprio terreno”, explica Isabel, uma das trabalhadoras da empresa, membro do sindicato Co.bas, que tem conduzido a batalha online, junto das iniciativas trabalhistas En Construcció (“Em construção”) e a plataforma Sí, soy rentable (“Sim, estou à venda”). A Telefónica, que opera cerca de 5,5 milhões das 11.164.966 de linhas da Espanha (2011), é também a principal provedora de internet banda larga do país, embora não mais detenha a maioria das ações do mercado, como detinha no ano passado.

O debate online – que se dá principalmente por @HHTelefonica e @sisoyrentabe, contas associadas ao Vaga de fam a Telefónica [ca] (“Greve de fome na Telefónica”) — ocorre simultaneamente ao que acontece em campo.

No artigo, Sandiumenge continuou a explicar uma variedade de ações online que permitiram aos ativistas dar visibilidade às suas demandas, o que implicou uma das empresas mais poderosas da Espanha.

Atualização: La Vanguardia republicou [es] o artigo original de Sandiumenge no website do jornal. A autora respondeu via Twitter:

@LaliSandi “Post restituido, ¿Marcos readmitido?”

@LaliSandi Post republicado. [O trabalhador] Marcosfoi readmitido [à Telefónica]?