Fechar

Faça uma doação para manter o Global Voices no ar!

Cobrimos 167 países. Traduzimos em 35 idiomas. Somos o Global Voices.

Somos mais de 800 colaboradores trabalhando juntos em todo o mundo para oferecer aos nossos leitores notícias que são difíceis de encontrar em veículos tradicionais. Não podemos, porém, fazer tudo isso sozinhos. Embora a maioria de nós seja voluntária, ainda precisamos de sua ajuda para apoiar os nossos editores, tecnologias, projetos de extensão e defesa de direitos online, além dos eventos de nossa comunidade.

Doe agora »
GlobalVoices em Leia mais »

Paquistão: Extremistas Religiosos Atacam Malala Yousufzai

Extremistas deixaram gravemente ferida [en] a menina de 14 anos, Malala Yousufzai, ativista pelo direito das meninas à educação no Paquistão.

Malala foi interceptada pelo Talibã, e balas foram disparadas contra ela quando retornava da escola para casa [en] no dia 9 de outubro de 2012. Uma bala perfurou seu pescoço e colocou sua vida em grande perigo. Reportagens recentes na mídia dizem [en] que a bala foi removida com sucesso e que a menina está fora de perigo.

Quem é Malala Yousufzai?

Malala Yousufzai é uma menina de Swat e uma ardente ativista pelo direito das meninas à educação. Ela defende abertamente o direito das meninas de frequentar a escola. Além disto, ela criticou publicamente o ataque do Talibã às escolas de meninas na região do vale do Swat.

Imagem retirada do youtube.com

Ela apareceu no cenário global em 2009 quando escreveu um diário para a BBC URDU. O  ’Diary of a Pakistani Schoolgirl [Diário de uma colegial paquistanesa, em inglês] apareceu, originalmente, na BBC URDU sob o pseudônimo anônimo de ‘Gul Makai'. A crônica fala sobre as atrocidades que o Talibã comete contra a educação de meninas no vale do Swat.

Durante o período em que os extremistas controlaram Swat, as escolas de meninas foram obrigadas a fechar as portas e o direito à educação passou a ser garantido exclusivamente para os meninos. Foi Malala quem escreveu sobre as atrocidades cometidas pelo Talibã. Aqui está um pequeno trecho de seu diário:

Only 11 students attended the class out of 27. The number decreased because of Taleban's edict. My three friends have shifted to Peshawar, Lahore and Rawalpindi with their families after this edict.

Somente 11 do total de 27 estudantes foram à aula. O número diminuiu por causa do decreto do Talibã. Minhas três amigas mudaram para Peshawar, Lahore e Rawalpindi com suas famílias depois deste decreto.

Malala Yousufzai foi também indicada [en], em 2011, para o Prêmio Internacional da Criança pela Paz pelo grupo de defesa Kids Rights Foundation [Fundação dos Direitos das Crianças, em inglês].

Ela é porta-voz para as milhares de meninas que desejam receber educação escolar e desempenhar seu papel no desenvolvimento da sociedade em que vivem.

Postura Talibã

O grupo terrorista banido, Tehrik e Taliban Pakistan (TTP) [en], imediatamente assumiu a responsabilidade por este ato horrendo. O grupo afirma que o trabalho de Malala estava espalhando moderação [en] na sociedade e que ‘qualquer pessoa que faça o mesmo no futuro também será alvo da TTP'. Um representante do Talibã disse também [en] que ”qualquer um que lidere uma campanha contra o Islã ou a Charia é condenado à morte pela Charia.”

O porta-voz da TTP, Ehsanullah Ehsan, declarou numa entrevista [en]:

[Malala] has become a symbol of Western culture in the area…[and the attacks were justified because] she was promoting Western culture in Pashtun areas.

[Malala] tornou-se um símbolo da cultura ocidental na região…[e os ataques se justificavam na medida em que] ela estava promovendo a cultura ocidental pelas regiões dos Pashtuns.

Ativistas da Liga de Mulheres Minhaj-ul-Quran exibem fotos de Malala Yousaf Zai e entoam slogans contra o ataque. Imagem de Owais Aslam Ali. Copyright Demotix (10/9/2012)

Reação da Sociedade

O ataque foi criticado em todas as classes sociais. Não foi encontrado um único tweet de apoio à justificativa do Talibã de disparar contra uma garota inocente de 14 anos.

Usuários do Twitter condenaram este ataque fazendo uso de palavras as mais severas:

@SabahatMS:An 11 old Rimsha Masih was a danger to Mullah's Islam & 14 year old Malala Yosufzai a threat to Taliban's Islam!! #Disgusting#Pakistan

@SabahatMS: Um Rimsha Masih de 11 anos se tornou um perigo para os mullahs muçulmanos & Malala Yosufzai, de 14 anos, uma ameaça ao Islã do Talibã!! #Disgusting#Pakistan

@EeshAsh: To what extent can #Taliban go to? All prayers for #Malala. May Allah grant her speedy recovery

@EeshAsh: A que ponto pode-se chegar o #Taliban? Todas as preces vão para #Malala. Que Alá possa garantir-lhe rápida recuperação

Mubashar Shah faz o seguinte comentário [en]:

Malala Yousafzai is [the] *daughter* of Pakistan and also *daughter* of world. *God* bless you.

Malala Yousafzai é *filha* do Paquistão e também *filha* do mundo. Que *Deus* a abençoe.

Pervez declara [en]:

Malala Yousufzai is decidedly an exceptional person and brave beyond her tender years. The TTP are cursed but those behind the TTP are doubly cursed.

Malala Yousufzai decididamente é uma pessoa excepcional e corajosa demais para os seus poucos anos de vida. Os TTP são amaldiçoados, mas aqueles que apoiam os TTP são duplamente amaldiçoados.

Uma enxurrada de internautas rezaram pela saúde de Malala. Eles se sentiram aliviados com a notícia de que Malala estava fora de perigo.

Feroz escreve [en]:

I hope the inspiration shown by Malala will make a marked impact and the younger generation throws up Malala like souls in the thousands. Those attempting to push Pakistan into the stone age must be repelled in every way possible. Malala, the entire world is praying for your speedy recovery.

Espero que a inspiração demonstrada por Malala tenha um forte impacto e que a geração mais jovem produza almas como a de Malala aos milhares. Aqueles que tentam empurrar o Paquistão para a idade da pedra precisam ser rejeitados de todas as formas possíveis. Malala, o mundo inteiro reza por sua rápida recuperação.

A taxa de alfabetização de mulheres no Paquistão se encontra no patamar baixo de 45% (2009) [en]. A ameaça feita por Terroristas contra a educação de mulheres levará esta taxa a patamares mais baixos.

Adam B Ellick se recorda [en] dos momentos vividos em companhia de Malala Yousufzai. Malala o levou até sua escola em ruínas que não passava de escombros. Na parede de sua escola estava escrito: ‘Isto é o Paquistão'. Ao ver esta frase, Malala disse de improviso:

“Look! This is Pakistan. Taliban destroyed us.”

“Veja! Isto é o Paquistão. O Talibã nos destruiu.”

  • http://www.facebook.com/irene.vilella Irene Vilella

    vamos pedir a Deus que dê sabedoria aos mais velhos do Taliban para que possam ver que as mulheres pode ajuda_los mas pra isso acontecer elas tem que estudar para entender melhor as suas Leis…

  • http://www.facebook.com/irene.vilella Irene Vilella

    que A  PAZ  REINE EM TODAS AS LEIS E RELIGIÕES………..

  • http://www.facebook.com/pati.fofs Patrícia Paty

    Caraca, essa garota tem meu respeito.. Um exemplo para as brasileiras que tem tudo nas mãos, mas preferem sair por ai ouvindo a merda do funk e se entregar á qualquer um e estudar não querem.. 
    (tirando o chapéu para a garota)
    Parabénss pela imensa satisfação em ser uma guerreira…!

  • Rebecasilvacatlove

    Força Malala

  • http://www.facebook.com/josecarlos.sartori.35 José Carlos Sartori

    Pequena na idade, mas gigante nas decisões, Grande garota, estamos com vc sempre…., até quando veremos atrocidades desse talibã em nome de 
    Deus ou ala, sei lá, quantas atrocidades serão necessárias …

Regiões do mundo

Países

Línguas