Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Panamá: Pobres, Porém Presentes, Graças a Vídeos On-line

Coco Solo [en]  já foi uma base para submarinos da Marinha dos Estados Unidos na Zona do Canal do Panamá, perto de  Colón, Panama. Hoje em dia, Coco Solo é casa [en] para alguns dos panamenhos mais pobres e marginalizados.

Em 2008, Reuters publicou [en] uma história sobre a “pobreza e decadência” no Coco Solo, onde  John McCain (então candidato a presidente pelo partido Repubicano) nasceu:

McCain was born in 1936 on the Coco Solo submarine base in a U.S.-run territory in Panama where his father was a Navy officer.

Now, children play next to open sewers in the town that was built around the base and large homes once inhabited by American service families lie abandoned and strewn with debris.

Bored young men stroll around topless, sporting gang tattoos that boast of the number of people they have killed. Areas that were once softball fields have been taken over by rough saw-grass.

McCain nasceu em 1936 na base de submarinos Coco Solo em um território no Panamá sob o controle dos E.U.A. onde seu pai era um oficial da Marinha.

Agora, crianças brincam ao lado de esgotos a céu aberto na cidade que foi construída ao redor da base e amplas casas, antes habitadas por famílias no serviço Americano, encontram-se abandonadas e cheias de entulho.

Jovens entendiados, sem camisa, perambulam por ali, ostentando tatuagens de gangues que se vangloriam do número de pessoas que já mataram. Áreas anteriormente usadas para campos de futebol, foram tomadas por um tipo de capim duro e áspero.

A reportagem continua:

Panama gradually took back control of the base and the rest of the Canal Zone after a 1977 treaty with the United States, and Coco Solo has since been converted into a huge container terminal known as Manzanillo. Washington handed over its last remaining Panamanian outposts in 1999.

O Panamá foi, gradualmente, tomando de volta o controle da base e do resto da Zona do Canal depois de um tratado firmado em 1977 com os Estados Unidos, e Coco Solo foi convertida, a partir daí, num enorme terminal de contêineres conhecido pelo nome de Manzanillo.

Mas, a não ser por esta história da Reuters, pouco mais tem sido dito sobre Coco Solo. Vídeos na Internet são uns dos poucos da mídia on-line que mostram vida nesta comunidade.

Uma das organizações que frequentemente colocam vídeos de Coco Solo é Cambio Creativo [en] (“Mudança Criativa”, em inglês),

an educational platform that promotes critical thinking skills, determination and self-expression through the process of exchanging ideas and skills. We facilitate a space for mutual exchange between a group of mentors and students in Coco Solo (Colon, Panama). Monthly interdisciplinary workshops are led by mentors from Colon, Panama City and abroad. We trust that by stimulating knowledge, creativity, and positive experiences, participants will find alternatives for their own social and economic development.

uma plataforma educacional que promove habilidades de análise crítica, determinação e auto-expressão por meio do processo de troca de ideias e de habilidades. Viabilizamos um espaço para trocas mútuas entre um grupo de mentores e estudantes em Coco Solo (Colon, Panamá). Oficinas interdisciplinares mensais são conduzidas por mentores de Colon, Cidade do Panamá e de fora. Acreditamos que, ao estimular o conhecimento, a criatividade e experiências positivas, os participantes poderão encontrar alternativas para seu próprio desenvolvimento social e econômico.

Foto do sítio na Internet do Cambio Creativo, usada com autorização.

Dois anos atrás, a co-fundadora do Cambio Creativo, Rose Cromwell, colocou um documentário curto sobre Coco Solo pelo cineasta Eric Soussanin [en]. Marisa Treviño do website de notícias Latina Lista [en] compartilha um trecho do documentário[en] e relata [en]:

The men, women and children who live in Coco Solo are described as the ones in Panamanian society who have given up on life because they feel they have been forgotten. Yet, a short documentary about the plight of the Coco Solo people makes sure they’re not forgotten and, in fact, that the world knows about them.

Os homens, mulheres e crianças que vivem em Coco Solo são descritas como aquelas, na sociedade panamenha, que desistiram da vida porque se sentiam esquecidas. Entretanto, um pequeno documentário sobre o destino das pessoas de Coco Solo garante que eles não sejam esquecidos e, na verdade, que o mundo passe a ter conhecimento de dua existência.

Cambio Creativo trabalha com jovens desta comunidade por meio de diferentes oficinas [en]. Cromwell bloga [es] sobre uma oficina de fotografia que ocorreu em janeiro de 2012. Ela compartilha um vídeo que mostra uma sessão de brainstorming:

As fotografias dos estudantes são exibidas e vendidas por meio de uma galeria on-line [es] hospedada no sítio do Cambio Creativo na Internet. O dinheiro da venda dessas fotos vai direto para as mãos dos jovens artistas.

Você pode assistir outros vídeos do pessoal e dos voluntários do Cambio Creativo que trabalham com os jovens em Coco Solo na página Vimeo [en] de Rose Cromwell, incluindo esta de uma aula de “percussão no corpo” :