Está vendo todos esses idiomas acima? Nós traduzimos os artigos do Global Voices para tornar a mídia cidadã acessível para várias partes do mundo.

Saiba mais sobre Tradução do projeto Língua  »

Um Guia para Crowdsourcing na América Latina

crowdsourcing, também conhecido como “colaboração em massa”, permite que qualquer pessoa com uma conexão à Internet gere conteúdo útil para o público. Na América Latina, numerosos projetos de crowdsourcing têm surgido para atender às diversas necessidades e emergências que o continente enfrenta, como o projeto Heroreports [en], que localiza atos de gentileza no México através de geotags, ou o LluviasVe [en], o qual mapeia eventos causados por chuvas fortes na Venezuela. O crowdsourcing tem se tornado uma ferramenta fundamental na América Latina para fomentar e utilizar a participação dos cidadãos na tentativa de disseminar informação.

No dia 14 de janeiro de 2012, Jacinto Lajas publicou “Um guia para o crowdsourcing na América Latina” [es] no blog Periodismo Ciudadano, que abriga discussões e debates sobre jornalismo cidadão. Republicamos abaixo o artigo de Lajas, sob a licença Creative Commons Attribution-Non-Commercial 3.0 Spain (CC BY-NC 3.0).

Americas Society (AS) [en] é o principal fórum dedicado à educação, ao debate e ao diálogo nas Américas. Sua missão é fomentar a compreensão das atuais questões políticas, sociais e econômicas que a América Latina, o Caribe e o Canadá enfrentam, além de ampliar a consciência pública e o apreço pela diversidade do patrimônio cultural do Novo Mundo e pela importância das relações entre os vários povos das Américas.

Dentre os objetivos do fórum, se enquadra a observação lógica das mudanças provocadas pelos avanços tecnológicos nas Américas, e, no mesmo espírito, surge a publicação de um guia para o crowdsourcing na América Latina [en], destacando projetos desenvolvidos em países distintos em toda a região.

O prefácio da lista explica como o crowdsourcing se tornou um método popular de participação dos cidadãos, observando a lei, a saúde pública, os direitos do consumidor e as questões sociais da América Latina, uma das regiões com o maior crescimento de acesso à Internet no mundo:

El número de usuarios de Internet creció a 112 millones en enero de 2011 –un aumento del 15 por ciento respecto al año anterior. En Brasil, Colombia, México y Venezuela, las tasas de crecimiento del uso de Internet aumentaron en un 20 por ciento o más durante el mismo período. También va en aumento es el uso del teléfono de última generación: en 2011, uno de cada cinco teléfonos celulares vendidos en América Latina fue un smartphone y, en 2010, las ventas de estos teléfonos en la región aumentaron en un 117 por ciento. Con un mayor acceso a Internet, más latinoamericanos están utilizando las redes sociales: 114.500.000 personas utilizaban sitios como Facebook y Twitter en junio de 2011.

O número de usuários da Internet aumentou para 112 milhões em janeiro de 2011 – um crescimento de 15 porcento em relação ao ano anterior. Em países como Brasil, Colômbia, México e Venezuela, a taxa de crescimento do uso da Internet subiu em 20 porcento ou mais no mesmo período.  Também se observa um aumento no uso de telefones de última geração: em 2011, um em cada cinco celulares vendidos na América Latina foi um smartphone, e, em 2010, as vendas destes aparelhos na região cresceram em 117 porcento. Com um acesso tão disseminado à Internet, mais e mais latino-americanos estão nas redes sociais: 114,5 milhões de pessoas utilizaram sites como Facebook e Twitter em junho de 2011.

É uma perspectiva promissora. Assim como a proliferação de projetos participativos – alguns mencionados aqui [es] – na América Latina. Abaixo, você encontra a lista de projetos incluídos no guia. Você pode encontrar mais informações sobre cada projeto na publicação original no site Americas Society [en].