Fechar

Faça uma doação para manter o Global Voices no ar!

Cobrimos 167 países. Traduzimos em 35 idiomas. Somos o Global Voices.

Somos mais de 800 colaboradores trabalhando juntos em todo o mundo para oferecer aos nossos leitores notícias que são difíceis de encontrar em veículos tradicionais. Não podemos, porém, fazer tudo isso sozinhos. Embora a maioria de nós seja voluntária, ainda precisamos de sua ajuda para apoiar os nossos editores, tecnologias, projetos de extensão e defesa de direitos online, além dos eventos de nossa comunidade.

Doe agora »
GlobalVoices em Leia mais »

Canadá: Femicídio Indígena em Foco

Old woman mask
Tsimshian Mask by get directly down
Através do site Women Make Movies [En], nós ficamos sabendo de um documentário canadense que está chamando a atenção do público para o desaparecimento e assassinato de mais de 500 mulheres aborígenes do Canada nos últimos 30 anos. O filme é chamado Finding Dawn ["Procurando Dawn", em inglês], de Christine Welsh. O nome do filme se refere a Dawn Crey, que foi a vigésima terceira vítima cujo DNA foi reconhecido na maior investigação de assassínio em série do Canadá nos idos de 2002-2004. O filme focaliza esta e outras histórias, assim como relatos e reclamações sobre a inação das autoridades em relação aos assassinatos e desaparecimentos destas nativas canadenses, e a luta das famílias destas mulheres para enfrentar a dura estrada em busca de justiça.

Os vídeos retirados do filme e de outras fontes, tratando de femicídio (o assassinato de mulheres e garotas) podem ser encontrados no dossiê do site Citizen Shift [En] sobre o assunto. Este primeiro vídeo do filme Finding Dawn [En] mostra o caso de Dawn Crey em Vancouver:

O segundo vídeo [En] nos mostra a Estrada de Yellowhead, um solitário trecho de estrada que conecta várias cidades, onde tantas mulheres desapareceram ou foram mortas que a estrada acabou ganhando o nome de Estrada das Lágrimas.

O terceiro [En] e último vídeo do filme focaliza em Doleen Kay Bosse, uma mulher cuja família passou anos procurando por uma explicação para seu desaparecimento, se perguntando por quê as autoridades não levaram a sério os relatos sobre a mulher aborígene desaparecida.

  • Clara Onofre

    Este tema faz-me lembrar o feminícidio que ocorre em cidade Juárez no México. Desde os anos 90 que inúmeras mulheres e jovens têm aparecido mortas. Suspeita-se do envolvimento de gente influente daquele país, mas infelizmente o governo mexicano cruzou os braços. É muito triste…

  • http://newalriadaexpress.blogspot.com Daniel Duende

    Olá Clara,

    lembro-me de ter lido sobre esta terrível situação de violência contra a mulher no México — se não me engano, em um artigo do Global Voices Online. Lembrava-me inclusive de ter traduzido um artigo a respeito, mas não o encontrei para citar.

    De qualquer forma, esta é uma situação inaceitável. Aqui no Brasil também temos uma onda silenciosa — ou silenciada — de femicídios. Mulheres indígenas, jovens pobres das periferias da região Nordeste do país, crimes de honra espalhados por todo o território…

    Ainda temos, todos nós, cidadãos do mundo, um longo caminho a trilhar na luta para dar às mulheres a segurança que merecem em nossas sociedades. Quiçá, estamos caminhando.

    Abraços do Verde.

Regiões do mundo

Países

Línguas